quinta-feira, 31 de dezembro de 2015

Origem do personagem

Os personagens Tuca e Vine nasceram de uma necessidade em cobrir o espaço de tiras do jornal A Gazeta, na época da existência da associação de cartunistas capixabas, em 1995. A publicação das tiras era periódica, um mês para cada cartunista da associação. Depois de publicar um mês, Genildo passou a cobrir algumas faltas de alguns cartunistas. Inventou também as tiras ''Vida Breve'' com o nome adequado à brevidade das publicações.

O nome original da tira era ''Tolete'', pois o personagem é um pedaço de madeira, estilizado e humanizado, tendo como suporte existencial os ''oriundi'' (descendentes italianos que vieram para o ES), onde a cultura, alimentação e os costumes se adequaram aos outros elementos que também compõem a criação da identidade capixaba. Atualmente, o personagem assume o nome de Tuca, cujo apelido é o mesmo do autor. Os imigrantes trabalhavam na lavoura de café, e para isso tinham que fazer a derrubada das matas, onde predominavam os tocos de madeira, que no enredo da história, transforma-se num apelo ecológico.

O personagem Vine é inspirado em vinho, que é o ''melhor amigo'' do italiano e que tem muita importância na vida das famílias, que também cultivam a uva. Remete também ao café, por sua companhia, cerimônia, afeição, fidelidade, dentre outros, que reflete o vínculo cativante entre os descendentes afros, quilombolas e miscigenados, por mais que tenha na história atritos entre os aspectos antropológicos e sociológicos, onde sempre prevalece a amizade.

O livro começou a ser feito em 2009, quando uma criança pediu para que o autor autografasse o livro ''Imbróglio Capixaba'', organizado pelo cartunista Gió. A partir daí, o personagem foi adaptado e adquiriu formatação para público infantil e infantojuvenil, além dos adultos. As histórias são pequenos recortes anotados pelo autor no dia a dia, seja no deslocamento, no espaço escolar, no trabalho jornalístico, na internet, entre outros. Transformados em tiras, que você vê agora!

Nenhum comentário:

Postar um comentário